Drogas de Sevilha

O dia começou frio. Aliás, frio aqui torna-se um elogio caloroso. O dia começou gélido. Assim sim. Sono. Muito sono. Mas com uma vontade enorme de me “atirar à estrada” e percorrer os kilómetros que me distanciavam de Sevilha. A Bela cuidad.
E foi bela. A visita ao Museu de Arte Contemporânea. E foi bela a visita ao Museu de Belas Artes. Até foi belo o almoço no meio da ciclovia Espanhola.
Foi um bom dia. Passado numa boa companhia. Uma tarde onde a felicidade se fez encontrar entre as ruas Sevilhanas, sentadas à esplanada de um dos muitos – quatro – Starbucks Coffee que por lá se encontravam. Redescobri hoje, que a Felicidade pode vir na forma de um cappuccino e de duas pessoas maravilhosas e igualmente parvas. Que o simples mudar de ares nos faz bem à alma. Nem que seja mudar para ventos que nem nos trazem bons casamentos.
Mas, diz o cliché, a companhia faz o momento. E fez.
O resto é conversa de futuros cafés.

 

Image

Anúncios

One thought on “Drogas de Sevilha

  1. Pingback: [sevilhando] |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s