“Limpeza Social” – Como polir o Brasil para a Copa do Mundo

Hoje é o dia mundial da dança. Eu associo sempre dança a alegria, a felicidade,a coisas boas. Mas, infelizmente, não é de coisas boas que eu leio, esta manhã de 29 de Abril.

Foi-me pedido que investigasse o caso de um jornalista dinamarquês que, após cinco meses no Brasil para fazer a cobertura do Mundial, regressou ao seu país natal, em choque. E contou o que por lá viu, e expôs a podridão das ruas brasileiras.

Mas, quando eu pensava que ia apenas encontrar um depoimento que expunha os milhões gastos e crimes políticos, descobri também os sociais. Dá-se pelo nome de “limpeza social”, e consiste em limpar os sem-abrigo das ruas. Quem diz limpar, diz assassinar.

Há milhares de homens a dormir nas ruas, naquele que é o país da Copa do Mundo. Há homens, mulheres e, sobretudo, crianças. Que não escapam a essa limpeza. O que primeiro começou com os animais abandonados e sem-dono, alastrou para as pessoas. Só nos últimos quinze meses foram chacinadas 195 pessoas que fazem das ruas a sua casa. A maioria, queimados por “anónimos”.

Esta coisa da Copa do Mundo está a fazer o Brasil mover mundos e fundos para passar uma imagem de um país que está muito, mas muito àquem daquilo que na realidade é.

Chamar a isto vergonhoso é acariciar esta”iniciativa”. Há sempre alguém que tem de apontar estas atrocidades aos media, como fez o jornalista Dinamarquês. Mas, mesmo o assunto estando nas bocas do mundo, nada é feito para mudar o rumo das coisas. Porque em causa está muito dinheiro. Mas mesmo muito. E o dinheiro ainda move o mundo e há-de mover durante muito tempo. E vai mover multidões que vão aos estádios, assistir aos jogos, enquanto por detrás do pano de veludo, morrem milhares sem condições de vida decentes.

O mundo anda mesmo a dececionar qualquer cidadão que ainda tenha esperança que isto melhore. Eu tenho sempre e sempre hei-de ter esperança. Que, já diziam, era a última a morrer. Mas, até morrer a esperança, vão morrendo almas que nada desse sentimento possuem, já.

Quem acredita na mudança do mundo, move-se interiormente para o mudar mas, ainda assim, mover-se interiormente não poupa a vida de ninguém. Mas lutemos como podemos para denunciar estas violações do direito à vida!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s