Ferida que dói, e não se sente (…) É dor que desatina sem doer. 

Nunca ninguém me explicou a dor de gostar de alguém. Toda a gente fala da dor de perder alguém, de sofrer por (não se ter) amor de outrém,  a dor da rejeição…. Mas nunca ninguém me explicou a dor de amar e ser amado. Ninguém me avisou que também ia doer essa cedência de um bocadinho de nos. Dói e é uma dor constante. Não é coisa de um momento,  que vai embora. Eu escrevo e escrevi que o amor não dói, mas não era neste sentido que trago aqui hoje. O amor dói e magoa-nos, mazela-nos e destrói-nos aos bocadinhos as fortalezas de papel que erguemos à nossa volta, na falsa esperança que escapemos às suas garras. O amor arranca-nos do conforto de saber que somos só nós quem nos magoa ou que sabemos quem permitimos que o faça. Mal amamos, a partir do momento em que colocamos o coração, ainda puro, na mão nosso de outrem, estamos a permitir o seu uso, devido e indevido. Estamos a abrir a porta à dor e ao escárnio sentimental.
O amor dói até quando cura. Quando nos fortalece as pareces viscerais, magoa. Porque sabemos que pode não durar, podem-nos retirá-lo das mãos, como quem nos diz “já tiveste o suficiente. Já chega! “. A música de fundo, dengosa e calmante, trazem à flor da pele a imperfeição que o amor é. O direito escrito por linhas tortas.
Ninguém me disse que amar roubava tanto de nós. Roubava e não devolvia de novo. Depois de amar, já não somos a mesma pessoa e receio que nunca mais viremos a ser. Já demos de nós, já recebemos do outro, já quisemos e já tivemos e assim nos fomos. Partimos para outro mundo.
Faz-nos muito felizes, mas entristece-nos que sejamos felizes assim. Porque, com o coração preenchido, também vemos que o espaço que sobra ainda é nosso para dar. E,  sem pedidos nem formalidades, damo-lo de novo ao objeto do nosso desejo, da nossa paixão, do nosso amor.
Depois de dado, sobra pouco espaço de manobra para não sofrer. Daqui para a frente, é encarar a dor de coração cheio.

Cláudia Oliveria

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s