[madeira 2014] parte I

santana. dia um
santana. dia um

ora aloha! como estão? por aqui tudo corre bem e às mil maravilhas, ou pelo menos assim tento, mesmo que o dia esteja cinzento, assim como o meu peito: de volta ao algarve, de volta ao trabalho e de volta à rotina – o que seria ótimo se não fosse significado de ter de largar o panda, Lisboa e as férias. os meus quatro dias de férias passaram a correr e tenho de confessar que gostava que quatro dias tivessem sido vinte. ou quarenta.

sempre gostei de viajar e de conhecer outros sítios e se fosse fazer aqui uma lista de sítios que quero visitar, certamente não saía daqui. portanto, comecei por pensar em pequenino, e mais tarde ir escalando. ou seja, onde é que eu podia ir, que não tivesse ainda ido e que não fosse nem muito caro de ir, nem de ficar? depois de uma visita e análise ao site da easyjet, decidi-me finalmente: madeira.

nunca tinha visitado a madeira, mas sempre tive curiosidade, como tenho de ver o resto do mundo. e era aqui tão pertinho de nós, tão nosso… e assim foi. depois, ajudou muito o panda já ter visitado a ilha com os pais: assim tínhamos mais conhecimento dos sítios e sabíamos por onde ir. a partir daí foi só combinar o trajeto, depois de estar lá.

saí do algarve na sexta de tarde e fui para Lisboa. o voo era no sábado de manhã, bem cedinho às sete, o que significada hora e meia mais cedo no aeroporto. nada que não se fizesse, ainda que com sono. pegamos nas nossas malas, nos bilhetes e na vontade e rumamos ao Funchal. a previsão do tempo adiantava que íamos apanhar uma tempestade enorme, mas tivemos muita sorte, sem contar com o final do primeiro dia.

portanto, chegamos ao Funchal sãos e salvos, depois de uma aterragem calma e sem problemas. depois fomos levantar o carro e fazer-nos à estrada. em três dias demos a volta à ilha inteira, vimos os sítios mais conhecidos e também os menos. conseguimos aproveitar tão bem as coisas! dormimos em Ponta Delgada na primeira noite, e no Funchal na segunda, dessa forma pudemos ver tudo.

foi maravilhoso! na primeira noite ficamos na estalagem Corte do Norte, que é brutal, muito bonita e com um atendimento cinco estrelas. foi o culminar perfeito para um dia que tinha começado cedo e sido muito cansativo. desde que aterramos até ao fim da tarde, conseguimos cobrir vários sítios. e no dia a seguir ficamos num hostel, que apesar de não merecer a nossa melhor classificação, pelo atendimento, continuou a ser um bom sítio para ficar.

podia contar ao pormenor, podia dizer-vos todos os sítios lindos por onde passei, podia enumerar todas as coisas boas que fizemos. podia, mas não quero. prefiro guardar, prefiro lembrar.

portanto, deixo algumas fotografias, já que há imagens que falam mais do que mil palavras.

foram dias bons, em boa companhia, para repetir. fui muito feliz e há dias em que acordo e me dou conta de que sou uma sortuda por poder ser assim tão feliz. por estar onde estou, pelos meus pés, e por estar com quem estou. quando acordei, hoje, senti uma dor no peito porque, embora me seja permitido ser assim tão feliz, não mo é todos os dias. hoje acordei assim, cinzenta no meu ser, porque me tiram a harmonia completa. mas é só durante uns dias. depois volto, voltas, voltamos. para ficar mais quatro dias que pertencemos um ao outro, e pouco mais.

pico do areeiro, a 1818m de altitude. dia três
pico do areeiro, a 1818m de altitude. dia três
machico. dia um
machico. dia um
panorâmica machico. dia um
panorâmica machico. dia um
miradouro pico do facho. dia um
miradouro pico do facho. dia um
miradouro pico do facho. dia um
miradouro pico do facho. dia um
dia um
dia um
dia um
dia um
ponta de são lourenço. dia um
ponta de são lourenço. dia um
ponta de são lourenço. dia um
ponta de são lourenço. dia um
panorâmica da ponta de são lourenço. dia um
panorâmica da ponta de são lourenço. dia um
Ivo e o bolo do caco. dia um
Ivo e o bolo do caco. dia um
dia dois.
dia dois.
dia dois
dia dois

DSCF0877a

veredas. dia dois
veredas. dia dois
veredas. dia dois.
veredas. dia dois.
cabo girão 589m altura e chão de vidro panorâmico. dia dois
cabo girão 589m altura e chão de vidro panorâmico. dia dois
cabo girão. dia dois
cabo girão. dia dois
curral das freiras. dia dois
curral das freiras. dia dois
mercado dos lavradores, funchal. dia três
mercado dos lavradores, funchal. dia três
pico do areeiro.
pico do areeiro.

C.

[fotografias de minha autoria. fujifilme finepix s4800]

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s