[veggy food]

é sabido que eu cozinho muito pouco e, o pouco que faço, é muito simples. antes de me mudar para uma dieta vegetariana, fazia o meu peixe cozido com legumes ou os meus bifes de frango grelhados com salada… coisas assim, simples. nunca precisei de mais, era razoavelmente saudável e alimentava-me, que era o único propósito de cozinhar.
a minha mãe é uma cozinheira exímia, daquelas que não sabe cozinhar mal, nem para poucas pessoas. é cozinheira de família e de todas as ocasiões. e eu nunca aprendi a cozinhar com ela – como a minha irmã -, porque não tinha aquele gosto pela cozinha. eu acho que para se fazer as coisas bem feitas, das duas uma: ou se tem gosto, ou necessidade. eu não tive o gosto, mas agora tenho a necessidade.

quando eliminamos todos os produtos de origem animal da nossa dieta de dia-a-dia, as coisas tornam-se difíceis. especialmente porque não podes fazer bróculos cozidos com tofu (ou podes, mas sabe maaal). depois, quando descobres que, afinal, nem gostas nada de todos aqueles produtos pré confecionados de sojas, tofus e seitan, descobres que se queres continuar em frente com este estilo de vida e não passar fome, nem comer só ervas e salada, tens de ter criatividade e, acima de tudo, cozinhar. foi isso que eu fiz e tenho feito nestes últimos 18 dias. tenho aprendido sozinha como cozinhar os meus legumes e leguminosas de forma a que não enjoe em três tempos e de forma a que me saiba bem.

isto é uma luta constante, porque a minha vontade de ir para a cozinha inventar é zero. mas no final, quando cheira tudo tão bem, eu provo et voilá! até sabe bem… fico tão orgulhosa que me esqueço que, afinal, sempre odiei cozinhar.

agora é praticar esta arte, a ver se ganho o à-vontade necessário para fazê-lo para os outros.

fica aqui duas imagens do meu almoço de hoje, feito com legumes frescos e biológicos do mercado de domingo, aqui à porta de casa. contém: courgete, cenoura, bróculos, cogumelos, alho-francês, feijão verde e especiarias (caril, pimentão, etc). ficou tãão bom. a cozinhar assim, não me custa nada deixar de comer carne/peixe. aliás, até me esqueço do quão bom é o salmão grelhado… (sniff).

hei-de por mais fotografias, ao longo dos tempos e consoante as receitas diferentes que for fazendo. podem também acompanhar no instagram, que vai tendo mais coisas.
uma das minhas “resoluções” para 2015 era aprender a cozinhar melhor. on my way.

DSCF1321 DSCF1324

beijinhos, volto logo com mais um texto sobre um tema que me revolta e me deixa triste. 
boa viagem! C

Anúncios

3 thoughts on “[veggy food]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s